Explicações sem sentido:

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Foi então que virei inverno.


   Depois de um tempo refletindo sobre si mesmo, você passa a saber seus limites, seus valores, e sobre o seu coração. Você já sabe quando haverá consequências se seguir em frente ou parar no caminho. Você já sabe evitar coisas ruins e já sabe o caminho que te faz feliz, bastando apenas permanecer com seus princípios. E talvez o saber dê medo. De alguma forma, você tem vontade de tentar, mesmo sabendo que não é exatamente o que quer, mesmo sabendo o fim. E tenha mais medo ainda de insistir, e sabendo que não dê certo, se martirize por isso. Somos um emaranhado de confusões que nós mesmo fazemos, mas não conseguimos sair, por acreditar que alguém com sua simplicidade venha, e resolva tudo. Ainda sonhamos, ao contrário do que se diz, ainda acreditamos em um rápido olhar, em uma mensagem, em uma frase de esperança. Só apenas não demonstramos isso, apenas viramos quem sabe, invernoFoi então que virei inverno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: