Explicações sem sentido:

segunda-feira, 3 de março de 2014

Brisa.



Ela abriu a janela pra sentir a brisa. A brisa entrou e saiu. E assim saíram com ela os machucados. Saíram com ela as tristezas, o peso de um amor quebrado. Percebeu que essas coisas só estavam esperando alguém que as levasse. Estavam velhas e prontas para ir. Foi então que fechou os olhos e sorriu. Foi então que se viu aliviada depois de tempos. Passou os dedos por entre as grades frias e pode sentir quem as levou. Um breve sorriso surgiu no canto da boca. Estava começando de novo.

Um comentário:

Opiniões: