Explicações sem sentido:

sábado, 23 de março de 2013

Em certas horas.


Nas horas em que perder a calma é mais fácil do que piscar os olhos, forçar a boa educação é mais certo do que desabar em palavras.  Em que o choro fica entre olhos e o coração e você tem vontade de desistir, vontade de que tudo o que sente suma de uma forma rápida.  Nas horas em que só você está lutando, consequentemente, uma coisa que o outro lado já deixou pra trás.  Em que você se pergunta por que estar ali se é inútil, e o porquê de não conseguir sair. Nas horas em que o coração é mais fraco e bondoso que o das outras pessoas. Nas horas em que tudo fica fora do lugar, inclusive você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: