Explicações sem sentido:

domingo, 19 de agosto de 2012

Enquanto.



E enquanto a gente não mata essa maldita saudade, eu fico só na imaginação, só no sonho de que uma hora, eu acabe com ela de vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: