Explicações sem sentido:

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Surpresas e gestos.



Ninguém se lembra do começo. Não porque queremos, mas quando conseguimos admitir, já tem caminho andado. Já existe um carinho inesperado, um sorriso solto, uma confidência trocada. E quando realmente os olhos se abrem, já queremos algo. Alguém. Não foi diferente, e pra ser mais exata, foi tudo o que descrevi. Há olhares que destrancam alegrias, mas é claro, o seu foi mais fundo, destrancou em minha pessoa vontades adormecidas. Não apenas vontade de aquietar-me, mas uma vontade a mais. Aquela em que eu possa chamar de desejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: