Explicações sem sentido:

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Troca de olhares.





Aquelas olhadas sem querer, olhares fixos sem perceber, risos contidos, rostos ficando vermelho.

Lá pelas 6h20 da manhã estava eu na porta do ônibus, na outra, um garoto ruivo de boné preto olhando pra mim. Primeiro olhar fixo, eu desvio. Segundo olhar fixo, ele desvia. De vez em quando alguma olhada. E a gente sempre acha que ele está afim. Mas como ? Ele acabou de te ver pela primeira vez, 6h da manhã! Tem alguém ficando louca aqui né. Talvez ele tenha te confundido ou até olhado sem prestar atenção, mas a gente sempre acha isso, fazer o que né, queridos hormônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: