Explicações sem sentido:

segunda-feira, 18 de julho de 2011

O sonho - Parte I

Eram mais ou menos 7h da manhã. Estava chovendo, e o ônibus lotado como sempre. Pessoas mal humoradas, bancos meio molhados, e ao meio de toda essa bagunça, uma senhora sentada sorrindo conhecidentemente pra mim. Não devia ter mais que 50 anos, até que o lugar ao lado dela fica vago. Sento-me toda desajeitada pois o movimento do ônibus atrapalha qualquer um que viesse tentar ficar em pé sem segurar em algum lugar. Me desculpem, mas deixei escapar os detalhes dessa mulher, sei apenas que era meia bronzeada, com cabelos castanhos.

- Vejo você todos os dias nesse ônibus, parece ser uma moça tão educada. - Seu sorriso era simpático e misterioso ao mesmo tempo.
- Como ? Eu nunca vi a senhora aqui. - Será que era brincadeira? Pego esse ônibus a quase um ano, e tenho certeza de que nunca a vi.

Coisas que só poderiam acontecer em sonho. O ônibus muda seu curso por causa de alguns imprevistos da chuva e pega uma estrada que nunca tinha visto.
Não me perguntem o porquê mas resolvi descer e ir a pé, melhor do que chegar atrasada no trabalho numa segunda-feira. Ela também desce. Me viro para ver onde realmente estou e quando vou olhá-la novamente, ela me abraça.

- Desculpe querida. - Antes que tente revidar ou fugir, ela me segura pelos braços e me puxa pra algum lugar distante adentro da mata. Estava ficando realmente desesperada, ouço alguém atrás de mim e depois um baque, tudo fica escuro e durmo.

Um comentário:

  1. Sonhos. Uma realidade inventada!

    Bem legal teu canto. beijo

    ResponderExcluir

Opiniões: