Explicações sem sentido:

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Parte II





- Você está diferente.



- Eu Henrique? Tem certeza disso? Será que não é você? - risos.



- Claro que está. Você, Isadora Martins, antes menininha da mamãe, agora emancipada e quase casada. - A Ironia é uma das melhores qualidades e defeitos dele.



- Quem aqui está quase casada? - Faço cara de espanto brincando com ele.



- Ué, então por que o Lucas está indo indo morar na sua casa ?



- Quem disse isso pra você? - Começo a ficar tensa de uma hora pra outra.



- Isa, eu sei tudo sobre você, esqueceu que sou seu melhor amigo?



- Mas é só pra me...



- Proteger? Ele não quer só isso.



- Como sabe ?



- Não se faça de boba, até você sabe. - Ele deita no deck e cruza as pernas despreocupado.



- Henrique, você sabe que nada vai acontecer entre a gente, principalmente depois do que ele fez.



- Ah não? Ele é doente por você, literalmente falando.



- Olha, ultimamente minha cabeça anda confusa, eu já desconfiava de muita gente, agora então...



- Se tem pessoas em que você pode confiar tudo, sou eu e o Augusto.



- Disso eu tenho certeza, eu não saberia o que fazer se não fosse vocês.



- Disso eu também tenho certeza Isa. - Ele se levanta e senta ao meu lado me abraçando.



Solto uma gargalhada e dou um tapinha em sua cabeça, ele geme e começa a rir também.



- Bom temos que ir então, daqui a pouco ele vai chegar com mala e cuia na sua casa.



Meu sorriso se desfaz em pensar que só vamos nos ver nos treinos agora que o Lucas vai passar uns dias em casa.



- Tá. - O som da minha voz sai mais triste do que queria.



Me levantando, pego o braço dele e o puxo pra levantar. Com o braço envolta de mim, vamos em direção ao carro em um silêncio confortante. "Ele realmente estava falando a verdade quando disse que era só pra me proteger?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opiniões: