Explicações sem sentido:

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Menina dos cabelos enrolados.



Eu me lembro. Quando brincávamos na rua da sua casa. Você dividiu a árvore comigo para o esconde esconde e eu te ensinei a brincar de bambolê. Eu tinha cabelo liso escorrido e você era gordinho. Amizade. Na internet você diz "Oi, eu te vi !", como sempre, moramos a menos de uma quadra de distância e é raro nos encontrarmos. Tenho cabelos enrolados, e você não é mais gordinho, é forte, definido e fechado. Nunca o vejo fora de casa. Mas que bom, você ainda lembra do bambolê.

6 comentários:

  1. São as surpresas e os caminhos de uma Sra chamada Vida...

    ResponderExcluir
  2. Amizades são para sempre, mesmo as vezes, distânte do convívio.

    ResponderExcluir
  3. Priiscyla querida,
    Os amigos de verdade são assim, eternos.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  4. É a melhor época da vida, época em que somos eternos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá querida!
    Adorei seu blog e estou te seguindo também
    Beijos meus e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. como diz vinicius de moraes: "de repente, nao mais que de repente, o amigo próximo se fez distanete." - são coisas da vida, quando se vê o que antes era tão presente e constante se torna a ausência pura.

    ResponderExcluir

Opiniões: