Explicações sem sentido:

terça-feira, 13 de julho de 2010

Reecontro com velho amor ;



Virei a esquina e dei de cara com você. Numa conversa despretenciosa pelo msn, percebi que depois de tudo que aconteceu entre nós no passado se fora, agora era eu, você e o futuro. Nossa amizade sempre foi forte demais, nosso carinho um pelo outro era grande, e você me fazia sonhar, e ontem naquela noite me fez de novo. Meu aniversário foi apenas um pretexto para te encontrar. Você começou a tocar no passado, a tocar na ferida curada do meu peito, mas pra mim não é nada de importante "o que passou, passou". Chegou o dia. É dia 13 de julho e claro, em todo meu aniversário chove, não pra estragar 'meu dia', mas para lavar meus pensamentos com a chuva e o friozinho que veio de convidado. Você chegou, meu coração sorriu e eu disse apenas um 'entre', era certeza que não ficaria só naquilo. Teu abraço foi tão forte, tão macio e caloroso que poderia ficar ali com você horas. Conversas foram se passando e sentei ao seu lado. Passou o braço pelo meu ombro e de tão perto pude sentir o calor de sua boca na minha. Enfim, o beijo. Ah que saudades daquele beijo, foi tudo se clareando com seus lábios tocando os meus. As conversas foram desenrolando, os carinhos ficaram frequentes, até que um dos últimos beijos foi o fatal, eu senti, que você era meu, e o pior de tudo. Estava totalmente entregue a você, por quê ? Nunca havia dado aquele beijo em mim, havia amor, carinho, desejo, e saudades, todos esses sentimentos em um único beijo. E aí, você se foi outra vez.

Um comentário:

  1. ^^
    Esta seria a hora exata de dizer mocinho fique!
    Mas, geralmente é nesta hora que perdemos a voz ou não pensamos e então deixamos partir nosso amor, a unica coisa boa disto é que surgem textos como o seu lindos

    bjxxx

    ResponderExcluir

Opiniões: